sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Nothing compares...

A gente sabe, desde pequeno, que o verao tem alguma coisa especial. Nao sei se sao os shorts, as regatas, os sorvetes, as havaianas, as ferias, o dia que nunca tem fim, o cabelo molhado de piscina, o ceu cor-de-rosa prometendo um proximo dia de sol.

Mas de vez em quando, surge um dia tao especial que entra naquela galeria restritissima de dias perfeitos. Hoje foi um deles.
Boas noticias logo pela manha, correio pra mim (sempre um motivo de alegria!), estrogonofe de almoco, ceu de brigadeiro o dia todo, excelente companhia.
E o rio que fica no quintal da fazenda, azulzinho, fresco no calor escaldante, um pequeno paraiso sem correnteza, tao diferente, cercado de verde puro, silencio natural so cortado pelas risadas de uma alegria espontanea, de saber que de vez em quando a vida se encarrega de ser feliz sem esforco.

Aos 25 anos, eu conto nos dedos das maos os dias perfeitos que tive ate agora. E se eu ficar de olhos e coracao bem aberto, tenho certeza que vao aparecer mais alguns.

Um comentário:

kiko disse...


Convivendo comigo e sua mãe, você sabe que a vida é feita desses dias perfeitos. E de outros também. Acho inútil (e sem efeito) procurar o "mês" ou o "ano" perfeito. É melhor pensarmos em procurar mais e mais dias, horas ou minutos perfeitos.
Por exemplo, acabei de ter um minuto perfeito ao ler seu post.
Beijo e amo você.
Kiko Mazziotti