sexta-feira, 30 de julho de 2010

Fotômetro

"No Vale Encantado quem sorri, pega o céu com a mão"

Lembrei desse versinho esses dias, enquanto voltávamos pra casa, eu e Dai, e a Lua (com L maiúsculo mesmo) nascia laranja no canto, saindo de trás do morro e ficaram as duas embasbacadas, babando com aquela cor, aquela imensidão logo ali, cor de fogo, me fazendo achar que a nave-mãe estava vindo me pegar ou que as árvores ardiam sem queimar.
E nesse estado de graça chegamos à mútua conclusão que não ia adiantar tirar foto, pq a máquina não capta o que os nossos olhos estavam vendo. Que é necessário conhecer a Lua, o laranja e a graça pra poder ver. É preciso lembrar de uma noite, quando eu voltava do tatuapé com meus pais depois de um dia de brincadeiras e risadas com a Mariana e a Roberta e miojo e vi a mesma lua laranja-amarela, gigante, espantosa.
As câmeras não pegam a luz que vem do sol ao nascer, lá pelas 7h30 da madrugada e tinge o branco-puro da neve nas montanhas do cor-de-rosa mais perfeito, aquele que eu quero colocar numa caixinha e pedir pra minha mãe fazer um vestido de chita, daquela cor exatamente.
Ou a muralha branca da neblina quando a gente faz a curva e as nuvens estão ali, abraçando o carro e parecendo na verdade que o mundo acabou em barranco.

E o brilho daquela mesma lua, agora já azul, iluminando as montanhas e fazendo o recorte branco aparecer na noite escura pontilhada de estrelas, incomodando os olhos, refletindo o gelo no asfalto, parecendo que essa rua é minha mesmo e eu mandei ladrilhar de pedrinhas de brilhante.

Isso tudo não aparece nas fotos mas a gente vê todo dia.

6 comentários:

kiko disse...

Filha
Que texto! Que texto!
O Michel Laurence tem razão e você sabe porque.
Beijo e amo você, suas falas e seus escritos.
Kiko

Caio disse...

Assino embaixo do comentário anterior. Em tudo.
Caio

Ro Fiorini disse...

Oi Fê!
Seu pai mandou o texto pro meu, que por sua vez mandou pra mim e pra Mariana.
Belíssimo!
Torço para que a Lua continue a iluminar a SUA rua, e que você continue sempre ladrilhando com as pedrinhas de brilhante!
Beijão!

Margarida disse...

Desculpem a minha opinião mas n gosto muito do teu ou vosso blogg.

Margarida disse...

Desculpem a minha opinião mas n gosto muito do teu ou vosso blogg.

Margarida disse...

Desculpem a minha opinião mas n gosto muito do teu ou vosso blogg.