segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Falando nisso

A expressão "falando nisso" na minha família é usada como licença poética para mudar completamente de assunto, de pato pra ganso, como se diz a sabedoria popular. O que significa que esse post é um tanto diferente, é quase uma carta de revolta. Eu não curto discussões, não vou me alongar nem responder possíveis comentários. É isso o que eu acho sobre o assunto e se vc se ofende, perdão. Não vou mudar de idéia. Fique à vontade pra não ler.

Falando em sabedoria popular, começarei a minha digressão lembrando os populares que não assisto mais o Jornal Nacional, logo, não estou totalmente inteirada dos dramas que assolam a nação tupiniquim. Só sei que, graças a Deus, ninguém na NZ ouviu falar do Michel Teló e que a minha dose de informação vêm (sou pró-pré-reforma-gramatical) de sites que incluem em sua página inicial reportagens sobre o BBB ou o homem que tem uma língua gigante. Tirem suas próprias conclusões.

A minha informação também vem, em ondas frequentes, do facebook.
O que me leva ao assunto: sacolinhas plásticas.

Meu fb está sendo inundado de compartilhamentos e posts sobre como é difícil fazer compras sem sacolinhas plásticas, que os supermercados estão querendo lucrar com a venda de sacolinhas, que deve ser oferecida uma substituição da sacolinha plástica e até uns que dizem que a medida é totalmente ineficiente porque ninguém lembrou de tirar também as sacolinhas plásticas da seção de frutas e verduras e do açougue.

Guess what??!?!?

 Mudança é difícil pra 98% da população. 99% da população considera "reclamar" um esporte nacional. 95% da população acha que o capitalismo está por trás de tudo e que Ronald McDonald quer ser presidente da Europa. *

Get over yourselves, people!!!!!! É só uma sacolinha plástica!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Parem de fazer tanto drama! O seu lixo do banheiro NÃO precisa de uma sacolinha. O seu lixo da cozinha NÃO precisa de uma sacolinha. Você NÃO precisa de uma sacolinha pra levar uma cebola pra casa.

O intuito desse protocolo é reduzir a quantidade de sacolas plásticas nos lixões e a emissão de carbono proveniente da produção das mesmas. Substituir a bendita não resolve o problema, a não ser que você tenha um latão de composto orgânico no seu apartamento de 45m2, você tem? Porque dificilmente ela vai ser propriamente decomposta num lixão, do lado da pilha que vc jogou fora semana passada. E papel também ocupa espaço

Compre 4 sacolas reutilizáveis. Eu tenho certeza absoluta que não fazer um rombo no seu orçamento e vai resolver o seu problema. Cada uma custa o preço de uma coca-cola. Use caixas pra transportar compras maiores. Leve pro supermercado as sacolinhas de plástico e papel que vc já tem em casa - como assim, OMG, a vergonha??!!!!!!
Vergonha é usar uma sacolinha de plástico pra embrulhar um cacho de banana depois colocá-la dentro de outra sacola plástica, ou duas pra não rasgar. Vergonha é colocar um pacote de papel higiênico dentro de uma sacola plástica. Vergonha é achar que o lixo que você produz todo dia, cada balinha que vc come, magicamente desaparece carregado por elfos.

Páre de reclamar que "o supermercado só quer fazer lucro". Lógico que eles querem ter lucro, é um comércio, não uma casa de caridade. O que vc pode fazer -  e eu sei que funciona e existe e ninguém aqui reclama de pagar $0.20 por uma sacolinha - é protestar, reclamar, insistir e fazer com que o seu supermercado reverta a renda oriunda da venda das sacolinhas para uma instituição beneficente. Vai lá ou deixe de ir. Deixe de ser mente fechada, preguiçoso. Não espere que o supermercado resolva o seu problema. O problema deles acaba quando você paga a sua compra. A partir daí, o pobrema é todo seu.

Compre uma sacola de pano, deixe no seu carro, outra dobradinha dentro da bolsa, mais umas 3 na gaveta da cozinha. Ao invés de rasgar o plástico, tire o nó e leve a sacolinha de volta pra colocar suas maçãs no supermercado. Leve 2 minutos a mais no seu dia para lidar com o seu lixo, jogue o conteúdo do banheiro, do lixinho da pia, diretamente no latão e pronto. Não mata ninguém, juro. Não é nojento, não é anti-higiênico (a não ser que vc não lave as mãos depois), não é nada, é só mais um processo de limpeza.

Não estou falando que vc deve abandonar a sacolinha plástica em volta do frango, aquela que impede a contaminação das ameixas com salmonela letal, ou deixar de recolher o cocô do seu cachorro na rua porque gasta sacolinha. Estou falando de bom senso.

Você não precisa de tantas sacolinhas plásticas. E a única razão pela qual eu falo com tanta propriedade e com tanta paixão sobre esse assunto é a experiência. Aqui na Nova Zelândia, não é lei esse negócio de não distribuir sacolinhas. É BOM SENSO. Bom senso. Uma rede de supermercado ainda distribui, mas a imensa maioria leva suas sacolas de casa. Todas as lojas perguntam se vc realmente precisa de uma sacola pra carregar uma barra de chocolate ou um edredon. O outro mercado não distribui, cobra $0.10 por sacola, mas oferece caixas. Muitas pessoas levam suas compras no carrinho - sem sacola - e colocam direto no porta-malas. Choque!!! E a maior cadeia de lojas de departamento reverte a renda da venda de sacolinhas para caridade. Eu possuo 6 sacolas reutilizáveis, feitas de tnt (baratinho na 25 de março - fica a dica se vc é prendada) e tenho até uma que é térmica - muito prática pra quem mora a 30km do supermercado e compra congelados.

4 anos. Eu tenho essas sacolas a quase 4 anos. Você acha que eu estou até agora me lamentando os $2. que eu paguei em cada uma delas? Eu separo o meu lixo reciclável e eu mesma tenho que levar na cooperativa e jogar separadinho. Eu mesma tenho que levar meu lixo orgânico até um buracão no fim da fazenda, lá onde ficam as vacas mortas, e jogar fora. Periodicamente, esse buraco é queimado e depois tampado, vira pasto de novo. Nós produzimos aproximadamente 50litros de lixo por quinzena.

Meu ponto é, existem opções, muitas opções. A maioria exige que vc se esforce um pouquinho.

façameofavor. Grow up, get over youself and most importantly - Pick up after yourself.



*estatísticas totalmente inventadas da minha cabeça.

Pronto, momento revolta passou. 



Um comentário:

juliahope2011 disse...

Ouch!!
Falou e disse Mafê! Deixa eu ir ali comprar umas sacolinhas de tnt!

Te mandei email, vc recebeu??