segunda-feira, 12 de outubro de 2009

TMI

TMI= Too much information.

Ok, não sei se é necessário que o mundo esteja ciente do método anticoncepcional que usamos, mas a história é boa e vale contar. Se vc não quer saber, é justo e seu direito, volte outro dia! =)

No Brasil, eu tomava uma injeção mensal, excelente. Quando cheguei aqui, durante o exame para imigração, descobri que a tal injeção não existia aqui e o mala do Dr. McGettigan, o chato do médico de Methven me passou uma receita de pílula, aquela normal de tomar todo dia, válida para 3 meses que custou $21. Passados os 3 meses, eu peguei birra do mala do médico e não voltei mais, voltando nós para a caríssima (NZ$12 o pacote com 12) porém necessária barreira física.

Qdo voltei do Brasil, decidimos que assim não dá né e marquei uma consulta com uma médica no centro médico em Rakaia. A primeira boa surpresa veio logo aí: se nos registrássemos em Rakaia como nosso médico "da família"(Gp - General Practioner), nosso "primary care", o preço da consulta caía de 60 para 28 dólares e eles ficam com todo o nosso histórico médico, inclusive catando lá em Methven o que ficou. Nem preciso dizer que já tá todo mundo registrado no Centro Médico de Rakaia.

No dia da consulta, a segunda boa surpresa: a médica, Dra. Margit, uma fofa. Conversamos bastante, inclusive sobre planejamento familiar, histórico de exames, marcar papanicolau, etc e tal e até sobre como a vacina de rubéola não é obrigatória aqui mas eu preciso tomar pq esqueci qdo teve campanha. Ela me falou tim tim por tim tim sobre DIU, que seria minha outra opção viável de anticoncepcional, mas me assustou um pouco o conceito e resolvemos voltar para a pílula. Fiz um exame básico de gravidez just in case e nada de físico (se eu fosse um homem querendo virar mulher ela não tava nem aí...). Ela me passou a receita de outra pílula, Levlen ED, me mandou voltar depois dos 3 meses pra saber como ando, pra outra receita e papanicolau e pronto. 28 dólares.

Fui na farmácia em seguida e aí tive a boa surpresa número 3: a pílula para 3 meses, três cartelinhas bonitinhas, 4 dólares. Sim. 04 dólares. As três juntas. Tá bom pra vc??

3 meses depois, duas semanas atrás liguei pro Centro médico pra marcar o retorno com a Dra. Margit, mas ela estava de férias (school holidays) e por motivo de conflito de agenda, não ia rolar o retorno antes da minha última cartela acabar. Não tem pobrema nenhum, diz a mocinha, fala com a enfermeira. Falei com Nurse Jude, ainda no telefone, que me perguntou como estava, como me sentia, e que ia me dar só mais 3 meses de receita pra eu poder voltar a falar com Dra. Margit pra fazer o acompanhamento certo, era só eu passar lá e pegar o papel e se eu quisesse ela já pedia pra farmácia entregar o remédio (pq Rakaia não tem farmácia, só Ashburton).

Desliguei o telefone, pedi pro Gordo que ia sair à tarde passar lá em Rakaia e pegar só a receita ( $18 pela nova receita) e comecei a fazer almoço qdo o telefone toca. Era a Nurse Jude de novo. Pediu pra eu, assim que tiver um tempinho ou estiver passando por lá, parar no Centro Médico e medir minha pressão, só pra monitorar, pq eu estou usando essa pílula a pouco tempo. Não é a coisa mais fofa que vc já ouviu?

E mais 3 meses de pílula: $03 dólares dessa vez.

(ave e toda essa lenga lenga só pq eu queria contar que a pílula custa 3 dólares pra três meses. E, curiosamente, os kiwis têm pencas de filhos.)

2 comentários:

Tati Leutwiler disse...

3 dólares para 3 meses? Tá caro, credo...


Eu paguei 3 dólares para seis, SEIS meses. Tá bom pra você?


XD

Mr. Whyke disse...

Parabéns!!!!! e-mail enviado para mafemazziotti@hotmail.com. SAUDADES!!!!